15 de outubro de 2014

LIFE | SHE FOR SHE


...não somos todas humanas? 

Um tema que tem sido mexido e remexido ultimamente, e que não pode passar mais ao nosso lado sem o repararmos, é o tema da igualdade. Não basta o mundo onde vivemos ser, em certos e determinados pontos, demasiado machista, como lidamos diversas vezes, se não diariamente com desigualdades no mundo feminino. Vamos mostrar o que valemos! 


A ideia de escrever post surge depois de ter lido o post postado pela Jessica Athayde no seu blog Jessy James. O seu post fala dum tema delicado que muitas de nós tentam esconder a sete chaves, mas que, inevitavelmente ele esta bem presente entre nós, mulheres

O sexo feminino, tão delicado, criador da vida, ser belo e que merecia ser muito mais RESPEITADO! E não é apenas pelo sexo oposto, mas sim por outras mulheres, ou será que deveria chamar miúdas a seres humanos do sexo feminino com idade adulta que não sabem ou não querem saber da palavra Respeito? 

Todos os dias as mulheres sofrem de bullying, por não serem o que a imprensa tanto nos quer impregnar de belo, aqueles corpos  que quase desaparecem na fotografia, que estão de tal maneira modificados que as próprias modelos quase não se reconhecem nas fotos. E o que isso traz para a sociedade? Seres humanos infelizes com o seu próprio ser cuja única fonte de satisfação é o gozo de rebaixar outros seres humanos, principalmente MULHERES CONTRA MULHERES! Acham isto correcto? Acham correcto existirem mulheres que se odeiam por não se conseguirem achar normais, só porque vestem mais, ou menos do que o número bonito estipulado por seres fúteis cujo mundo ronda à volta do dinheiro e de marcas, onde fica o espaço para a felicidade, o respeito, o valor da vida, onde?  É assim tão difícil encontrar um único ponto bonito em cada uma de nós? E tão difícil, em vez de apontar o dedo e apontar os "defeitos", sorrir e apontar os pontos bonitos? Ver de uma vez por todas, que os números estipulados pela imprensa NÃO DEFINEM BELEZA! Todos e TODAS temos a nossa beleza, sejamos magras, gordas, altas, baixas, se nos falta um braço, um dedo, se não vemos dum olho, se temos alguma deficiência ou se o nosso acessório vital é uma cadeira-de-rodas. TODAS somos LINDAS à nossa maneira! Não há nada que estipule beleza, porque a beleza de cada um/a é que realmente importa! Eu prezo a beleza de cada uma, e quando não gosto de algo, simplesmente ignoro, porque, sejamos realistas, não há nada nem ninguém que agrade a todo o mundo, mas ao menos podemos-nos orgulhar que agradamos a quem importa, a quem realmente gosta de nós! 

Qual a necessidade de tanta maldade? Onde esta a satisfação de deitar outra pessoa abaixo pelo seu aspecto físico, só por acaso sabem a história de cada um? O porquê daquela mulher ser "demasiado" magra, ou gorda, ou porque não vê, porque não anda, porque não tem cabelo? PORQUÊ? Porque cada uma de nos tem a sua história, o seu passado, o nosso presente...quero com este texto dar força a todas as MULHERES que tenham sofrido de alguma forma ou de outra de Bullying! Levanta a cabeça e orgulha-te da  pessoa maravilhosa que és! Tu apenas existes uma vez, tal como eu, como a Joana, como todos os outros. 

Não há ninguém que nunca tenha sofridos com algum ponto negativo da sociedade, feminina e masculina. Já me foi apontado tantas vezes o dedo por eu ser gorda, por não ser o que a sociedade quer que eu seja, e tentar perceber o porquê? Não tentam, nem querem saber, é mais fácil usar palavras desrespeitadoras e negativas na tentativa de aumentarem a sua própria auto-estima que se encontra abaixo de 0. Vamos juntar-mos-nos todos e TODAS, e unindo as nossas vozes elevaremos o que pensamos! Se concordas com o que esta escrito neste texto, pega no link deste blog e mostra as Mulheres Lindas, espalha a palavra, usa a hashtag #SHEFORSHE sempre que escreveres a tua palavra sobre o tema, e UNIDAS iremos mostrar ao mundo o que VALEMOS! 

CONTAMOS CONTIGO!
#SHEFORSHE

Sejam felizes, por favor!


2 comentários

  1. Já tinha lido a publicação da Jéssica e identifiquei-me muito. De facto, existe uma maior falta de respeito entre as mulheres do que entre gêneros. A pouca mentalidade ou mesmo a falta dela, de se pensar que temos todas que ser um esterótipo de modelo é completamente ridículo para a evolução da nossa especie nos dias de hoje. O corpo é nosso, a única "propriedade" para o resto da vida e por isso temos o direito de fazermos com ele o que quiser..sem rótulos sem exigências. A Jéssica, ao desfilar, mostrou que é um autentico mulherão, segura e confiante de si própria. Quantas modelos, com as medidas exatas, tem esse poder? Eu própria sou uma pessoa muito insegura, porque durante um bom período da minha vida, fui rotulada, falada e criticada, pelo meu corpo, pela minha aparência..porque não "estava na moda" e isso foi dito por mulheres. São palavras que não se esquece. Nunca.

    Sofia Pinto

    Morning Dreams

    ResponderEliminar
  2. Também não percebo este tipo de comportamente mas enfim... prefiro muito mais meter as mãos à obra e proteger do que dar a minha opinião. Mas atenção, embora só tenhas falado sobre isso ainda bem que o fizeste, alerta muita boa gente para esta realidade de que tão pouca gente fala. Parabéns! Não só pela iniciativa como pelo próprio texto. Muito bem escrito e emotivo! ^^
    Sorrisos,
    Alexandra :)

    http://thesweetest-life.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

↠Comenta à vontade deixando a tua opinião. Eu terei todo o gosto em ler e responder aos teus comentários aqui no blog.
↠ Deixa o link do teu blog para que eu te possa seguir e dar a minha opinião nos teus posts.

↠Comentários desrespeitadores serão automaticamente removidos.

↠A tua visita no meu Blog é extremamente importante para mim, obrigada desde já por estares aqui! ♡

Latest Instagrams

© Sónia David Make-Up. Design by Fearne.